Novo presidente do Atlético-GO

Novo presidente

Novo presidente

A tira acima é uma manifestação de repúdio ao que aconteceu com o cronista esportivo Valério Luiz.

 

ENTENDA O CASO

O cronista esportivo Valério Luiz foi executado a tiros aos 49 anos quando saía da então “Rádio Jornal 820 AM”, no Setor Serrinha, em Goiânia. O cronista era filho do também comentarista esportivo Manoel de Oliveira, o Mané de Oliveira. As investigações apontaram que o jornalista foi morto pelas duras críticas dirigidas a diretoria do Atlético Clube Goianiense (ACG) no Jornal de Debates, na “Rádio Jornal”, e no programa Mais Esporte, da “PUC TV”.

Ex-presidente do time, o cartorário Maurício Sampaio é o acusado de ser o mandante do crime e responde em liberdade. Em junho de 2013, o juiz Antônio Fernandes de Oliveira concedeu habeas corpus aos quatro acusados de envolvimento na morte do radialista: Marquinhos, o cabo da Polícia Militar Ademá Figueredo, o sargento Djalma da Silva e o motorista Urbano de Carvalho Malta.

Links da notícia:

http://g1.globo.com/goias/noticia/2014/08/mauricio-sampaio-e-mais-4-vao-juri-popular-por-morte-de-radialista.html

http://www.jornalopcao.com.br/ultimas-noticias/com-mauricio-sampaio-presidente-veiculos-de-comunicacao-garantem-boicote-ao-atletico-go-25333/

http://www.jornalopcao.com.br/ultimas-noticias/facebook-tera-que-excluir-pagina-que-ofende-familia-de-valerio-luiz-29909/